WhatsApp, oops… What’s up, men?

Imagem

Achei interessante que muita gente irá reconhecer algo no título do meu texto, mas poucos irão entendê-lo. What’s up é o nosso famoso “Qual é”. E com essa infinidade de aplicativos que existem hoje em dia, esse nome foi uma das melhores sacadas. Ao entrar em contato com algum amigo, você está perguntando a ele “Qual é”, “O que tá acontecendo”, “Qual a boa”. Mas pra mim, o WhatsApp virou quase um monstro que não consegue ser parado. Pelo menos, não até a próxima novidade. Eu não uso o aplicativo, até porque meu celular é fraquinho e não comporta. Mas estava me perguntando nesses dias: Quando trocar de celular e puder usar o WhattsApp, irei utilizá-lo? Creio que sim, mas com moderação. Você conhece alguém, talvez você mesmo, que não consegue ficar sem fazer uso dele. Praticamente passa mal se não acessá-lo, isso também se aplica às mídias sociais ou a ter um celular de última geração. Temos de ficar o tempo todo conectados. Por quê? Ficamos tanto tempo conectados, mas não conseguimos mais ter uma relação. Talvez eu esteja totalmente errado, mas me responda: Qual foi a última vez que você esteve com um amigo, conversou com ele, olhando nos olhos, sem fazer uso do seu celular? Isso me entristece muito. Nós não conseguimos mais conversar. Emburrecemos. Ou falamos algo que vimos no “face”, twitter, internet, ou não sabemos o que dizer. Isso quando falamos… Há muitas vezes que nos reunimos pra assistir a um filme. E só! Acaba o filme, voltamos a nossos aplicativos. Se é que conseguimos assistir a algo sem acessar nossos donos, os celulares. Lembro quando ia passar minhas tardes na igreja e ficava conversando com meus amigos durante horas. Passava também com meus amigos da rua o meu tempo livre até anoitecer ou a mãe chamar. Hoje, prefiro me calar quando estou conversando com alguém e vejo essa pessoa baixando os olhos pra saber o que alguém mais importante está enviando de informação. Coloquei o que sinto, mas também vejo muita gente incomodada com isso,  porém não conseguem mais se desvencilhar disso ou não querem, simplesmente. Aprendi que se você é importante pra alguém, essa pessoa te dará atenção. Se essa pessoa não está te dando atenção, não adianta insistir. O problema maior é que nossos relacionamentos estão desmoronando e nós não damos o real valor a isso. Muitas vezes estamos no mesmo lugar, mas estamos conversando pela internet. Você ainda acha que eu estou exagerando? De propósito, permiti que esta minha postagem ficasse um pouco maior, pois sei que muitos não terão paciência de lê-lo por completo. Alguém talvez “curta”, mas pouquíssimos irão assimilar algo que coloquei aqui, quiçá ninguém.

Amizade Sincera

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s